Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência.



Sérgio Reis, cantor que está no centro do debate político
Foto por: Facebook do Sérgio Reis
Sérgio Reis, cantor que está no centro do debate político

Sérgio Reis diz ao DLNews que, de repente, virou inimigo número 1 da democracia

Por: Maria Elena Covre e Milton Rodrigues
22/08/2021 às 15:33
Bastidores

Minha indignação continua a mesma, mas eu teria evitado falar, afirma o cantor e ex-deputado, em entrevista exclusiva após ser acusado de atacar o sistema democrático


Ex-deputado federal pelo Republicanos, o cantor Sérgio Reis se viu no olho do furacão ao pregar invasão e quebradeira no Supremo Tribunal Federal na última semana. Teve shows com grandes nomes cancelados, recebeu críticas de fãs e virou alvo de uma operação determinada pelo ministro do STF Alexandre de Moraes nesta sexta-feira (20). Confira aqui entrevista exclusiva que ele concedeu à coluna Bastidores no início da tarde deste domingo (22) pelo Whatsapp. 

DLNews - O senhor se sente perseguido pelo ministro Alexandre de Moraes em função da operação desta sexta-feira (20)? 
Sérgio Reis - Creio que não somente eu, mas várias outras pessoas, inclusive parlamentares no devido exercício do mandato, estão sendo perseguidas por expressar opiniões que desagradam especialmente aos membros do Supremo Tribunal Federal (STF). O artigo 5º da Constituição, a qual os ministros juraram defender, garante a qualquer cidadão brasileiro, que é o meu caso, a livre manifestação do pensamento. Ter opinião no Brasil parece que virou crime de novo. 

DLNews - Sua esposa disse que o senhor estava deprimido e passando mal, com uma crise de diabetes, em função da repercussão da fala que fez sobre invadir e "quebrar” o Supremo. O senhor achava que essa manifestação, em se tratando de alguém tão popular como o senhor, não teria impacto? 
Sérgio Reis - Tenho alguns problemas de saúde muito antes disso tudo, fruto também da minha idade. Já estou com 81 anos. É óbvio que a forma como isso foi divulgado fugiu ao meu controle. Também percebo que há muita gente se aproveitando disso pelo fato de eu ser conhecido no País. Mas não me deixo abalar, não. 

DLNews - O senhor se arrepende do que disse? 
Sérgio Reis - Fui deputado federal por um mandado e decidi não disputar a reeleição porque de certa forma me decepcionei com o sistema. Pensei que fosse possível fazer mais do que fiz. Sou um cidadão brasileiro e como qualquer ser humano tenho meus momentos de irritação. Minha fala ocorreu num destes momentos em uma conversa com um amigo. Minha indignação continua a mesma, mas eu teria evitado falar da forma como falei porque minhas palavras têm um peso maior pelo fato de eu ser artista. 

DLNews - O Brasil vive um momento de grande tensão e polarização. Uma pessoa com sua capacidade de influenciar a opinião pública, e que já ocupou cadeira no Congresso Nacional, um dos três pilares da democracia, não deveria ajudar a acalmar os ânimos em vez de inflamá-los? 
Sérgio Reis - E você acha que não tentei fazer isso durante meus quatro anos como deputado? Apaziguei muitas discussões que não levavam a nada. Uma democracia pressupõe a pluralidade de opiniões. Eu sempre respeitei o posicionamento de todos, mas de repente virei o inimigo número um da democracia. 

DLNews - A classe artística é, majoritariamente, contrária ao governo do presidente Jair Bolsonaro. Por que os sertanejos representam exceção? 
Sérgio Reis - Penso que os sertanejos estão muito ligados às pautas do campo onde o presidente Jair Bolsonaro tem uma presença muito forte. Há também a questão da identificação com as ideias que não pode ser desprezada. Cada caso é um caso. 

DLNews - O senhor vai se candidatar novamente a cargo político? 
Sérgio Reis - Não pretendo. Já tinha desistido na eleição passada. A não ser que seja necessário... 

DLNews - Como viu a desistência de Guarabyra em fazer uma gravação em parceria com o senhor que já estava prevista? 
Sérgio Reis - Creio que nos faltou a oportunidade de conversar pessoalmente para que eu pudesse explicar meu ponto de vista. Mas é uma decisão dele e eu respeito como grande artista que é. 

DLNews - Ao entrar nessa polarização, o senhor não teme perder parte de seus fãs? 
Sérgio Reis - O Sérgio Reis cantor é o mesmo há 60 anos. Quem gosta, gosta pelas minhas músicas e pela identificação comigo. O Sérgio Reis cidadão tem suas opiniões, como todo mundo tem, e acho que podemos conviver bem com isso.







Anunciar no Portal DLNews

Seu contato é muito importante para nós! Assim que recebemos seus dados cadastrais entraremos em contato o mais rápido possível!